Family Office

O desafio da perpetuação familiar.

Porque tantas famílias fracassam em passar seu legado às novas gerações?

Family Office auxilia famílias que buscam a realização das quatro riquezas tendo como alavanca o capital financeiro.

Perpetuação das Riquezas de uma Família.

Como vencer o desafio da perpetuação da riqueza familiar e passar o legado às novas gerações.

Pai rico, filho nobre, neto pobre  — ditado universal.

Processo de enriquecimento e empobrecimento em três etapas.

  • A primeira geração, que experimenta a escassez, não recebe educação formal e mantém um estilo de vida simples, faz fortuna por meio de muita dedicação, criatividade e obstinação, trabalhando dedicadamente em atividades geralmente pesadas;
  • A segunda geração, mais afortunada, freqüenta faculdade e tem um estilo de vida requintado (eventualmente ingressando na alta sociedade), usufrui da riqueza material de que é herdeira, ao mesmo tempo que tenta dar continuidade ao sucesso atingido pela primeira geração, de uma forma, quase sempre, menos brilhante;
  • A terceira geração desperdiça os recursos ainda restantes com passivos, não consegue livrar-se dos problemas e desafios que enfrenta e, conseqüentemente, relega a próxima geração a uma vida de dificuldades.

De um modo geral, o problema das famílias poderia ser resumido em três pontos, com relação à nova geração:

  • Despreparo psicológico para tratar de assuntos práticos e de ordem financeira,
  • Descontentamento e falta de metas com relação à vida pessoal,
  • Desconhecimento de quão duro foi para às gerações anteriores atingir o patamar atual.

Em todas as culturas do globo, o sucesso da preservação do patrimônio pode muito bem ser resumido no sucesso da preservação do poder econômico, simbolizado pelo dinheiro mantido sob controle dos entes. Um segredo que famílias bem-sucedidas sabem que as mal-sucedidas não sabem é que seus bens maiores consistem em capital: humano, intelectual e financeiro. Infelizmente, ainda menos famílias perceberam que, sem um constante monitoramento dos capitais humano e intelectual, não podem preservar seu capital financeiro. Raramente, monitoram seu capital humano ou financeiro e, muitas vezes, nem sequer sabem que possuem essas formas de capital.

Especialistas em “gerenciamento de riquezas” apontam causas diferentes para o sucesso e o fracasso da perpetuação do legado familiar. Em minha experiência no Brasil, creio profundamente que uma família progride verdadeiramente quando:

  • Seu propósito familiar é a realização pessoal de cada um de seus membros,
  • Cada geração atua como se fosse a primeira,
  • Tem como objetivo maior e final a preservação do clã como um todo, a longo prazo, por um período de cem anos ou quatro gerações.


Desenvolvimento de sites no topo do Google.

55-41-3232-5122